Dia do Excesso da Terra

Em 8 Meses, a Humanidade Esgotará o Previsto sem seu Orçamento de Recursos para o Ano

No dia 20 de agosto chegamos ao Overshoot Day,  Dia da Sobrecarga da Terra. A data marca o dia em que a humanidade excedeu o orçamento do planeta para o ano e começou a operar no vermelho. Pelo resto do ano, vamos manter nosso déficit ecológico entrando nos estoques locais de recursos naturais e acumulando dióxido de carbono na atmosfera. /p>

Assim como um extrato bancário compara rendas e gastos, a Global Footprint Network mede a demanda da humanidade por recursos naturais e serviços ecológicos. Os dados são preocupantes. A organização estima que em aproximadamente oito meses nossa demanda por recursos renováveis e sequestro de CO2 será maior do que a quantidade que o planeta pode fornecer em um ano inteiro.

Em 1993, o Dia da Sobrecarga da Terra (Earth Overshoot Day) — data aproximada em que a demanda anual da humanidade sobre a natureza ultrapassa a capacidade de renovação possível do planeta para o ano- caiu em 21 de outubro. Em 2003, foi em 22 de setembro. E este ano chegamos a ele em 20 de agosto. E devido às tendências atuais de consumo, uma coisa é certa: O Dia da Sobrecarga da Terra tende a chegar alguns dias mais cedo, a cada ano.

O Dia do Excesso da Terra, um conceito originalmente desenvolvido pelo instituto independente britânico de pesquisas new economics foundation, uma organização parceira da Global Footprint Network, é o marco anual de quando nós começaremos a viver além de nossos recursos dentro de um ano. Apesar de ser uma estimativa de tempo e recursos, O Dia da Sobrecarga da Terra (Earth Overshoot Day) é o mais perto que a ciência pode se aproximar para estar medindo a diferença entre nossas demandas por recursos ecológicos e serviços, e o quanto o planeta pode prover.

Consumo de Recursos pela Humanidade

O Custo dos Gastos Ecológicos Excessivos

Durante a maior parte da história, a humanidade tem utilizado os recursos da natureza para construir cidades e estradas, para fornecer alimento e criar produtos, e para absorver nosso dióxido de carbono em uma taxa que estava de acordo com o orçamento da Terra. Entretanto, em meados dos anos 70 nós ultrapassamos um limiar crítico: O consumo humano passou a ultrapassar o que o planeta é capaz de produzir.

De acordo com os cálculos da Global Footprint Network, nossa demanda por recursos ecológicos renováveis e os serviços que eles fornecem é atualmente equivalente a mais do que 1.5 Terras. Os dados nos mostram que estamos no caminho de atingir uma demanda de recursos equivalentes a dois planetas bem antes da metade do século.

O fato de que estamos usando, ou “gastando” nosso capital natural mais rápido do que ele pode se regenerar é semelhante a ter gastos que excedam continuamente a renda. Em termos planetários, os custos do nosso excesso de gastos ecológicos está se tornando mais evidente a cada dia. Mudanças climáticas – resultado de gases do efeito estufa sendo emitidos mais rapidamente do que podem ser absorvidos pelas florestas e oceanos – é o resultado mais evidente e indiscutível, entretanto existem outros como o encolhimento das florestas, extinção de espécies, colapso na pesca, aumento no preço de commodities e agitação civil por exemplo.

As crises ambientais e econômicas que estamos vivenciando são sintomas de uma catástrofe iminente. A humanidade está simplesmente utilizando mais do que o planeta pode fornecer.



Metodologia e Projeções

O Dia do Excesso da Terra é uma estimativa, não uma data exata. Não é possível determinar com 100 por cento de certeza o dia em que ultrapassamos os limites do nosso orçamento ecológico. Ajustes nas datas em que nós atingiremos a sobrecarga se devem a revisão nos cálculos, e não por avanços ecológicos por parte da humanidade. Com base em premissas atuais, os dados da Global Footprint Network sugerem agora que, desde 2001, o dia de Sobrecarga da Terra vem sendo antecipado três dias a cada ano.

A metodologia da Global Footprint Network está em constante melhoria e mudanças, logo, as projeções irão continuar a mudar. Entretanto, todos os modelos científicos demonstram um padrão consistente: Nós estamos bem além do nosso orçamento, e nossa dívida está se multiplicando. É uma dívida ecológica, e estamos pagando juros que estamos devido a este montante – escassez de alimentos, erosão do solo, acúmulo dd CO2 na nossa atmosfera – todos estes trazem custos humanos e monetários devastadores.

Para mais informações, contacte Scott Mattoon, Gerente de Communicação ou Haley Smith Kingsland, Assistente de Comunicações.

Clique aqui para a edição do ano anterior.

Clique aqui para aprender mais sobre o Dia de Sobrecarga da Terra e sua variação durante o tempo.